• Sala de Fotografia

Literatura Latino-americana: dica de dois livros de Isabel Allende

Ler bons livros também é fundamental para fotógrafos. Afinal, a leitura produz imagens, mesmo que só na nossa imaginação, e isso contribui e muito na hora de criar novas imagens com a câmera.

E a dica para ficar em casa deste final de semana vem da literatura latino-americana, diretamente do Instituto Cultura Latina, que tem sua casa aqui na Sala de Fotografia!


A escritora chilena Isabel Allende é uma das vozes femininas e feministas mais potentes a escrever em espanhol. Neste seu livro - Eva Luna - ela nos conduz a um universo de fantasia fortemente ancorado no real, que por muitas vezes lembra o realismo mágico, tão bem representado pelo Nobel de literatura Gabriel Garcia Márquez. Ao longo do romance, Eva – a protagonista - vai contando a sua história de vida, entrelaçando com os personagens que vão surgindo no seu caminho. Mas não é meramente contar, a narradora dá vida a cada detalhe por meio de uma imaginação que beira o absurdo, às vezes. Desprovida de família, completamente sem condições financeiras, por vezes abandonada nas ruas, Eva não se deixa abater e continua sempre em frente em seu caminho, lutando com os fantasmas por meio de suas histórias, fazendo delas, muitas vezes, moeda de troca. A autora nunca cita o país no qual se passa a história, mas fica mais do que evidente que é na América do Sul, e as críticas sociais vão também recheando a história. Um dos pontos que se destaca é quando Eva conta histórias para inventar infâncias perdidas, para dar uma nova cara às lembranças tristes de alguns personagens. Allende vai deixando claro ao longo do livro que a realidade não existe, na verdade o que percebemos é uma multiplicidade de aspectos notados de formas diferentes por cada um de nós. Literatura latina da melhor qualidade!


Mas sem dúvida, o livro mais famoso da chilena é A Casa dos Espíritos. A história acompanha três gerações de uma família, contando as histórias das pessoas, com muita sensibilidade e imaginação. E que imaginação! Cabe lembrar que ela é sobrinha do presidente chileno deposto pela ditadura. E neste livro ela relembra alguns dos horrores deste período tão negro não só para o Chile, mas como para toda a América Latina. Um livro imprescindível a todos nós, ainda mais neste momento que atravessamos. Conhecer a história da América Latina é entender de onde viemos e para onde vamos, e perceber o que a gente não quer que se repita.

Texto e foto: Sabrina Didoné

#dicaparaficaremcasa #livrostodofotografodeveler #evaluna #casadosespiritos #isabelallende #institutoculturalatina #literaturalatinoamericana #fotografiacaxiasdosul

2 visualizações
  • Facebook Clean

2016 @Sala de Fotografia - Caxias do Sul