• Sala de Fotografia

Qual curso de fotografia fazer?

Qual curso de fotografia fazer? Por onde eu começo? Essa é uma dúvida muito comum para quem quer se inserir no universo da fotografia. Devo começar por um curso que promete já aprender tudo de cara? Ou devo fazer um workshop, uma oficina? A resposta, é claro, depende! Há alguns elementos básicos pra começar a fotografar, e que precisam constar no seu primeiro curso: ISO, abertura e velocidade; foco e composição. E não necessariamente você precise fazer isso com uma câmera profissional. Câmeras amadoras e mesmo celulares e aplicativos hoje permitem a regulagem manual desses itens.


Tanto para quem quer a fotografia como hobby, quanto para quem quer começar a sua jornada profissional, é preciso aprender o tripé: ISO, abertura e velocidade. Estes conceitos são muito importantes, e vão servir para configurar os principais parâmetros da sua foto. Eles devem ser praticados à exaustão.


Depois disso, ainda é preciso entender do foco. E a composição, que é um dos principais diferenciais do poder de uma fotografia. Nela, é preciso aprender a regra dos terços pra entender onde posicionar os elementos que vão compor a imagem.


Então, estes são elementos básicos pra começar a fotografar, e que precisam constar no seu primeiro curso: ISO, abertura e velocidade; foco e composição.


Muito se fala que na fotografia como arte contemporânea, nem sempre se precisa seguir as regras. É bem verdade que fotos sem foco, borradas, tem o seu valor, mas aplicadas a um certo contexto pra contar uma história. Mas só é possível fazer isso de forma natural quando se aprendeu muito bem as regras. É preciso conhece-las para ultrapassar este limite, e ainda entender o que se quer ao sair do padrão. Depois que se internaliza o comum, a ponto de nem precisar mais pensar para obter o resultado, aí sim é possível fugir do correto com propriedade.

Foto de Liliane Giordano

Cursos avançados

Se você já internalizou estes conceitos muito bem, então é hora de passar para outros cursos.


Depois deste curso inicial, você pode continuar a sua caminhada no aprendizado da fotografia, aprofundando-se em outras áreas, como:


- Curso de Edição de Imagens – para aprender a utilizar os softwares utilizados por fotógrafos profissionais, como Lightroom e Photoshop;


- Workshop de Iluminação - para conhecer as possibilidades da iluminação controlada e o uso do seu flash externo. Ideal para quem quer fazer books no estúdio ou externos;


- Workshop de Direção de Modelos – para aprender a orientar a pessoa que você está fotografando. Instruções de melhores ângulos e poses. Para fazer books, e outras imagens que contenham pessoas.


Exemplos de fotógrafos que quebram paradigmas

Você pode amar a fotografia como hobby ou querer ser profissional. Fato é que a imagem muda a forma como enxergamos o mundo, a nossa leitura da visualidade. Por exemplo, ao fotografar, passamos a reparar tudo muito mais profundamente, pois há uma relação que estabelecemos com o objeto fotografado. A fotografia muda até mesmo a forma de se viver as viagens. Elas não só permitem que a gente relembre por onde passamos depois. Elas mudam a forma como vivemos a própria viagem. Pois, ao buscar o que clicar em um novo lugar que visitamos, passamos a olhar mais atentamente ao nosso redor, ficamos mais atentos às sensações, aos movimentos, aos elementos.


Não importa como a foto entrou na sua vida, ou qual o papel que ela representa no seu dia a dia. É importante estudar diferentes tipos de fotografia. Mesmo que você queira ir para a fotografia social, de eventos, você precisa diversificar seu olhar e se inspirar com fotógrafos conceituais, por exemplo. Claro, a fotografia é uma arte, e a arte é inspirada por tudo que nos cerca, não só pelos seus iguais. Mas vamos nos ater a exemplos de fotógrafos que trabalhem com os conceitos que falamos ao longo deste texto hoje: quebrar as regras de parametrização da fotografia; uma composição perfeita; e fotos sem foco.


Comecemos com o fotógrafo francês Antoine d'Agata. Ele é um membro da Magnum Photos – a mais renomada e importante agência de fotografias do mundo. Em um de seus trabalhos, ele retratou o mundo do erotismo e das drogas. As fotos são borradas, tremidas, fora de foco e escuras. Em algumas delas, ele é o próprio ator retratado. São imagens fortes, realmente perturbadoras, que conseguem transmitir de fato uma pesada carga de dor, de ansiedade. Ou seja: quebrar as regras da fotografia, aqui, faz todo o sentido, pois fotos tremidas e escuras conversam com o universo que ele quis registrar.



Fotos de Antoine d'Agata




















Nosso próximo exemplo é do fotógrafo finlandês Arno Rafael Minkkinen. Ele demonstra em sua fotografia uma perfeição e um equilíbrio surpreendentes. Suas fotos são fáceis de gostar – é um trabalho que todos se identificam automaticamente. As imagens por ele capturadas colocam o corpo humano em um perfeito mimetismo na natureza. Harmonia, essa é uma palavra chave para entender as fotos de Arno. As linhas, os contornos, a luz, tudo conversa de forma harmoniosa para trazer o espectador para dentro da cena, e parar por vários instantes ao se perguntar: mas como ele fez essa foto? Também aí reside o encanto do fotógrafo, não é magia que o faz produzir fotos tão incríveis. É um olhar afiado que o faz enxergar as possibilidades fotográficas antes mesmo de apertar o botão da câmera.

Outdoor exposto no Sesc Vila Mariana, em São Paulo, em outubro de 2016, durante a exposição “Corpo como evidência”, de Arno Rafael Minkkinen , com curadoria de João Kulscsar
Fotos de Arno Rafael Minkkinen











O Curso na Sala de Fotografia

Curso de Fotografia da Sala de Fotografia começa dos princípios básicos, e vai até alguns conceitos mais avançados! Não importa de você quer a fotografia como hobby, ou para se tornar profissional depois. Este é o pontapé inicial! Nas aulas, você aprende:


- Origem da fotografia (câmara obscura e histórico);

- A Captação da Luz;

- Aspectos técnicos: ISO, abertura do diafragma, velocidade do obturador, balanço de branco;

- Leitura de Imagens;

- Técnicas de composição: angulações, cortes e regra dos terços;

- Teorias das cores;

- Noções de iluminação;

- Explicações técnicas sobre diferentes tipos de lentes e câmeras.

- Distância focal;


O aprendizado é rápido: em 20h/aula, você já consegue dominar as principais funções do equipamento fotográfico possibilitando realizar uma fotografia desde sua criação até sua apresentação final. As aulas são teórico e práticas, garantindo um aprendizado globalizado.


O curso inclui ainda uma saídas periódicas a campo. É uma oportunidade de praticar e de conhecer novos amigos!

E mais: garantimos que você nunca mais vai ver o mundo da mesma forma! A fotografia muda a forma de olhar para o nosso entorno, e transforma a nossa relação com esta realidade inundada de imagens na qual vivemos.


Texto: Sabrina Didoné (jornalista - 0018277/RS)


#cursodefotografia #cursodefotografiaCaxiasdoSul #fotografiaCaxiasdoSul #professordefotografia #fotografiaparainiciantes #escoladefotografia #escoladefotografiaCaxiasdoSul #qualcursodefotografiafazer #fotografiacomohobby #cursohobbyfotografia #ArnoRafaelMinkkinen

#AntoinedAgata

  • Facebook Clean

2016 @Sala de Fotografia - Caxias do Sul