• Facebook Clean

2016 @Sala de Fotografia - Caxias do Sul

 

exposição fotográfica

Uma noite no Museu

Liliane Giordano e Myra Gonçalves

2014

exibida no saguão da reitoria da UFRGS

 

 

Vencedora como "Melhor projeto Artes Visuais", Câmara Municipal de Porto Alegre

 

Pintar, escrever ou desenhar com a luz são algumas das versões mais correntes para o que nos acostumamos chamar de fo­tografia. Expressões corretas, se pensarmos na ideia da impressão da forma luminosa sobre uma superfície, mas questionáveis na perspectiva do decorrer do tempo no qual pintar, escrever e desenhar estão relacionados e que são diferentes do tempo fotográfico. Em uma de suas sacadas famosas, Henri Cartier-Bresson (que, ao dar-se conta de que a fotografia perdia espaço para a televisão como elemento de comunicação pela imagem, deixou-a de lado, voltando-se às suas origens no lápis-carvão) escreveu e disse várias vezes em entrevistas que a fotografia é como um tiro, já o desenho ou a pintura seriam como formas de meditação. Algumas técnicas fotográficas “resolvem” – talvez de uma maneira quase inocente – este suposto impasse. Nas fotos, as fotógrafas Liliane Giordano e Myra Gonçalves misturam desenho, luz, pintura, forma e cor com o passar do tempo, utilizando uma técnica, o lightpainting, e um espaço, o museu, que por natureza se relaciona com as noções de decorrência, de permanência, de duração. Como cenário e como objeto de investigação, utilizaram o Museu Municipal de Caxias do Sul, um prédio que, além de testemunha dos acontecimentos e do ritmo da cidade, é cenário da vida de várias gerações. As peças e objetos dispostos são resquícios materiais que permitem o reconhecimento da cultura relacionada, prin­cipalmente, aos desdobramentos da imigração e colonização europeia em nosso estado, com predominância italiana a partir de 1875. Além disso, convidaram algumas das pessoas importantes para a constituição do acervo para posar em retratos que brincam com a pose e, novamente, com o tempo.

Flávio Dutra